Seu e-mail foi cadastrado com sucesso

Receba nossas novidades por e-mail

Ao enviar seu e-mail você está aceitando receber as novidades da MDM e seus parceiros.

Fechar

Publicado em 06/06/2020

Mais parceria e mais solidariedade para combater a insensibilidade social de Bolsonaro

Hoje(5) fui com os companheiros do MDM buscar mais uma doação de alimentos e hortifrutis no Banco de Alimentos da Cidade de São Paulo – onde o movimento é inscrito há alguns anos – ligado a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho. Neste momento de grande dificuldades para as famílias que são duplamente vítimas da COVID-19, uma pela própria doença, outra porque perderam o emprego, ou porque a quarentena tirou seu “ganha pão” informal, e o governo federal não paga sequer o auxílio emergencial a todos que precisam.

O Banco de Alimentos da cidade de São Paulo tem como objetivo adquirir alimentos da agricultura familiar, arrecadar alimentos provenientes das indústrias alimentícias, redes varejistas e atacadistas que estão fora dos padrões de comercialização, mas sem restrições de caráter sanitário para o consumo. Esses alimentos são doados às entidades assistenciais, previamente cadastradas no programa, contribuindo assim no combate à fome e ao desperdício de alimentos.

A parceria com o poder público (Banco de Alimentos), ONGs, e setor privado tem sido o diferencial neste período onde falta ação do governo central com uma política de proteção social para aqueles que já vivem á própria, em condições de vida precárias, sem moradia digna, sem saneamento e água tratada, sem luz, sem emprego, e agora até sem comida na mesa. A pandemia é reveladora do grau de abandono em que vive o povão, enquanto meia dúzia de barões acumulam luxo e riqueza e usam a estrutura do estado para reprimir os que se levantam.

Compartinhe esta notícia:

Voltar ao Topo