Seu e-mail foi cadastrado com sucesso

Receba nossas novidades por e-mail

Ao enviar seu e-mail você está aceitando receber as novidades da MDM e seus parceiros.

Fechar

Publicado em 04/10/2018

MDM e Mulheres dizem: Ele Não!

Dia 29 de setembro foi marcado pelas manifestações de milhares de mulheres que foram as ruas em todo o país e no exterior com a palavra de ordem #ELENÃO.

Em São Paulo, a organização do ato contou com uma ampla participação de movimentos organizados dos mais diversos seguimentos como os sindicatos, movimentos estudantis, torcidas organizadas, mulheres independentes, Green Peace, movimento negro, movimento LGBT, movimento de mulheres, movimentos de moradia, entre eles o MDM.

A concentração teve início no Largo da Batata as 15h00 horas e seguiu em direção à Avenida Paulista, contando com cerca de mais de 200 mil pessoas.

O #EleNão foi uma clara demonstração de poder de mobilização contra o candidato Bolsonaro, que constantemente faz declarações antidemocráticas, racistas e preconceituosas contra as mulheres, negros, indígenas e LGBTS, além de incitar e disseminar o ódio entre a população.

O principal ponto de unidade na construção do ato foi o repúdio a tudo que Bolsonaro representa, uma ameaça real aos direitos constitucionais da classe trabalhadora com suas ideias fascistas de autoritarismo e ditatoriais.

No encerramento as entidades e organizações que construíram o ato fizeram a leitura de um manifesto contra o Bolsonaro.

A coordenadora do MDM, Maria do Amparo, como uma das organizadoras do ato, também leu o manifesto #EleNão.

Derrotá-lo nas urnas no dia sete de outubro é o próximo passo. O MDM está com as mulheres no dia sete de outubro, é #EleNão #EleNunca #EleJamais.

Compartinhe esta notícia:

Voltar ao Topo