Seu e-mail foi cadastrado com sucesso

Receba nossas novidades por e-mail

Ao enviar seu e-mail você está aceitando receber as novidades da MDM e seus parceiros.

Fechar

Publicado em 02/05/2019

UNIÃO HISTÓRICA DA CLASSE TRABALHADORA E MOVIMENTOS SOCIAIS

O MDM, como de costume, participou do Ato Nacional do Dia dos Trabalhadores – 1° de Maio. Considerado um ato histórico, por reunir 10 centrais sindicais em torno da defesa da previdência social e contra o fim da aposentadoria, fez com que todas as diferenças fossem colocadas de lado em prol de direitos sagrados para a classe trabalhadora.

Além do movimento sindical, todos os principais movimentos sociais do país também contribuíram com a construção do ato, além dos partidos comprometidos com o povo.

O evento que reuniu mais de cem mil pessoas contou com falas vigorosas que denunciaram a tragédia dos 100 dias do governo Bolsonaro e o desmantelamento, de ponta a ponta, da nação brasileira, incluindo aí o fim das políticas sociais, de ministérios importantes e dos conselhos de participação popular que fazem o controle social.

As críticas mais contundentes foram contra a intimidação nas universidades públicas, o estímulo ao turismo sexual no Brasil, o aumento absurdo do desemprego, que vem batendo recorde no país e a proposta que autoriza o latifundiário a assassinar Sem Terra, sem sofrer nenhuma punição.

O MDM representou no ato, a base da FACESP e da CONAM, mobilizando dezenas de associados e tendo a presença de sua coordenadora Nilda Neves, assim como o Diretor Careca – FACESP e Tonhão pela CONAM. A UNIDADE é a chave da vitória!

Compartinhe esta notícia:

Voltar ao Topo