Seu e-mail foi cadastrado com sucesso

Receba nossas novidades por e-mail

Ao enviar seu e-mail você está aceitando receber as novidades da MDM e seus parceiros.

Fechar

Publicado em 27/09/2019

Coordenadores do MDM são convidados para Lançamento do Programa Nossa Casa

Neste dia 25, no Palácio do Governo, a Secretaria Estadual de Habitação, através do Secretário Flávio Amary, lançou o Programa “Nossa Casa”, que pretende investir 1 bilhão em 4 anos, e produzir 60 mil moradias. O programa terá 3 três modalidades, com os respectivos número de unidades: 1) Nossa Casa – CDHU (11 mil UH); 2) Nossa Casa – Preço Social (25 mil UH), e 3) Nossa Casa – Apoio (24 mil UH). No mesmo evento também estiveram o Presidente da CDHU – Reinaldo Iapequino, o Prefeito – Bruno Covas e o Governador – João Dória.
Das três modalidades, a única que aparentemente apresenta espaço para Entidades, é a Nossa Casa – Apoio, pois permite que os Movimentos usem terreno próprio, desenvolvam os projetos e a construção, além de indicar a demanda. Poderão contar com até 40 mil de subsídios por meio da Agência Casa Paulista. O público prioritário seriam famílias de até 3 salários mínimos, e seria possível usar outros subsídios como FGTS e recursos do MCMV.
Como o lançamento foi muito curto e dirigido principalmente a prefeitos – pouquíssimas lideranças populares presentes – não houve espaço para tirar dúvidas, e ficam muitas perguntas no ar, como: De onde vem a garantia que o Governo Federal vai investir? Quantas unidades serão feitas onde está o maior déficit, Capital e grande São Paulo? Qual o custo da unidade habitacional que o programa calcula, já que matematicamente 1 bilhão não produz 60 mil UH? Quanto por cento será destinado a famílias de baixa renda?
São perguntas que após o evento os coordenadores do MDM levantaram. Diante disso e junto com o MUHAB e a FACESP foi decidido marcar uma audiência com o Presidente da CDHU – Reinaldo Iapequino, para que todas as dúvidas sobre o Programa possam ser  sanadas e as entidades filiadas tenham um maior entendimento de como participar com projetos e atender sua demanda de renda, de 1 a 3 salários mínimos.
Matéria por Tonhão – Coordenador de Comunicação MDM

Compartinhe esta notícia:

Voltar ao Topo