Seu e-mail foi cadastrado com sucesso

Receba nossas novidades por e-mail

Ao enviar seu e-mail você está aceitando receber as novidades da MDM e seus parceiros.

Fechar

Publicado em 31/01/2019

SEMINÁRIO: Construindo na Luta o Direito à Moradia

Durante os dias 24 a 27 de Janeiro, em Nazaré Paulista, com o Lema: “Construindo na Luta o Direito à Moradia”, o MDM realizou seu seminário para formação de lideranças com a participação de coordenadores dos seguintes núcleos organizados na Capital – Zona Sul (Guarapiranga, Piraporinha, Jd. Ângela e Jabaquara), Zona Norte: Núcleo Taipas e Zona Leste (Núcleos Tiradentes e São Miguel). 

Conforme a programação, o seminário teve início com o tema: “A Retirada de Direitos dos Trabalhadores e a Reforma da Previdência”, onde o Presidente da CTB – René Vicente deu uma magnífica aula sobre fim da Previdência Pública e seu o impacto na vida dos trabalhadores, tanto quanto, o resultado da Reforma Trabalhista – CLT, que tem levado a desvalorização do trabalho e ao enfraquecimento dos sindicatos.

O seminário também contou com a participação do Arquiteto Maurílio Chiaretti – Assessoria Técnica OKA – que assessora o MDM nos projetos habitacionais da entidade, que realizou a oficina “Alternativas de Financiamento Habitacional para Moradia Popular”, cujo o objetivo foi despertar a criatividade entre os coordenadores, através de discussão em grupos para pensar alternativas diante de um cenário onde faltam recursos para financiar moradia popular. O resultado superou a expectativa. Surgiram propostas para viabilizar a construção de 500 unidades habitacionais a partir de projetos de geração de trabalho e renda, onde parte do recurso seria destinado para a construção dos apartamentos, além de buscar incentivos (editais) públicos que financie projetos ambientais, como viveiro de mudas que o MDM já vem fazendo em sua sede na Bela Vista. No dia seguinte o arquiteto Maurílio fez um balanço com cronograma das propostas com ações e prazo para executar cada uma delas, o desafio foi lançado.

Para fazer o debate do tema: “Resistência Frente a Ameaça aos Direitos Fundamentais e a Democracia” foi convidado o Presidente da CONAM – Getúlio Vargas, que fez uma análise da política implementada pelo novo governo, que apresenta retrocessos em todas as áreas, das alianças e núcleos internos que se proclamam de extrema direita, dos impactos dessas medidas para os movimentos organizados e para a democracia.

Para debater o tema: “Desafios dos Movimentos de Moradia na Defesa da Política Habitacional e Urbana” foi convidada a Presidenta da FACESP – Maura Augusta, que fez um histórico de Luta da CONAM e da FACESP ao longo do período da redemocratização do Brasil, falou das perspectivas dos movimentos de moradia, e da intensa luta em defesa dos direitos do povo.  “Diálogo, é a palavra de ordem da FACESP com as comunidades”, disse ela. “Fortalecer os movimentos de moradia, organizar as associações e despertar  a consciência da população para entender o momento político. Essa é a tarefa”.

Antonio Pedro – Coordenador Geral do MUHAB foi convidado para falar da “Conjuntura Política no Estado de São Paulo”. Segundo ele, “contamos muito com o edital para habitação lançado pelo ex governador Márcio França”, ele falou do “impacto do governo Dória para as políticas públicas, das privatizações, e da visão de Estado Mínimo, onde direitos passam a ser tratados como mercadoria”. Outra preocupação dele é “o novo decreto sancionado pelo governador, que praticamente proíbe manifestações e protestos, tratando questões sociais, como questão de polícia”.

Na última parte do seminário, a Coordenadora Geral do MDM –  Nilda Neves dirigiu a reunião de  planejamento para tratar da organização e funcionamento do movimento, das  atividades que serão desenvolvidas em 2019 e de seus desafios. Falou também da necessidade do movimento estar mais sintonizado com seus associados e suas entidades parceiras, na defesa da moradia e dos direitos.

O Seminário encerrou-se ao som da boa música do companheiro Jordani e de uma confraternização com os coordenadores, familiares e amigos do movimento, saboreando um belo almoço com churrasco.

Compartinhe esta notícia:

Voltar ao Topo